VOCAÇÃO: DO DESALENTO À CONVICÇÃO..

O chamado de Deus continua nos questionando e provocando a seguir respondendo desde de nossas limitações. Como assim? O nosso tempo é marcado por mudanças rápidas e significativas que nos pede ousadia e criatividade. Hoje, é possível que uma das dificuldades que encontramos no âmbito vocacional seja o de que as pessoas não estejam maduras o suficiente para responder de modo definitivo ao compromisso que Deus as chama a viver dentro da Igreja. E reflexo disso seja as mudanças muito rápida de parceiros e parceiras nas uniões maritais. O descredito em que caiu o sacramento matrimonial e com ele a pouca vivencia e compreensão da vida sacramental no âmbito eclesial e civil de nossa sociedade.

Não podemos cair no desalento do pessimismo. É hora de ariscar e sonhar de novo uma nova primavera vocacional no seio da Mãe Igreja. Que não se restrinja somente as vocações específicas para a vida sacerdotal e religiosa, mas sobretudo, com uma comunidade cristã toda ela vocacionada e entusiasmada pela alegria de ter feito a experiência do encontro com o Ressuscitado que se faz companheiro no caminho.

Como os discípulos de Emaús (Lc 24,13-35). Hoje nos encontramos em meio ao desalento e desanimados no caminho da evangelização e de uma aposta decida por criar em nós e entre nós uma cultural vocacional, que nos permita compreender e viver nossa vocação como leigos e leigas comprometidos na ação pastoral e transformadora da sociedade. Como consagrados e consagradas apaixonados e desejosos de fazer o mundo arder de amor por cristo e sua Igrejas presente no mundo, por meio de um testemunho autêntico e destemido (Lc 24,32). Como sacerdote comprometidos com o Evangelho e com a causa de seu povo (Lc 24,19-21.30-31).

A exemplo do jovem Galileu desafiamos nossos jovens a se perguntarem a Deus com sinceridade: SENHOR O QUE TU QUERES DE MIM? Se esta pergunta te inquieta procura as irmãs os padres de tua paróquia e juntos façam um caminho de discernimento vocacional.

Por Padre:

José Cleuto Rodrigues.

 

 

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin