Relatório do Trabalho Pastoral na Comunidade Indígena Xavante!

No dia 25 de março de 2022, a equipe da pastoral indígena da Prelazia de São Felix do Araguaia, representada pelas irmãs Inter congregacional (Rosevania Congregação das Irmãs Santa Cruz, Maria Lúcia, Instituto Ancilas do Menino Jesus, Rosa Elena, congregação Escravas da Imaculada Menina) e o agente de pastoral José Gomes Vieira, visitou as seguintes aldeias: Sangue de Jesus (TesuparaTsiutsi), cacique Elizabet, Nosso Senhora do Rosário, cacique Idalina, Aldeia Êtewawuê, cacique Davi, Aldeia Môônipa, cacique Ana Maria, aldeia Madzabdzé Cacique Carolina.

Durante a visita verificaram que os quintais agroecológicos que tinham sido plantandos no decorrer dos últimos três anos continuam produzindo de forma agradável. Nestes quintais foram plantados, bananeiras, mamão, batata doce, inhame, amendoim, abóbora e árvores frutíferas. O recurso utilizado para realização deste projeto foi patrocinado via  Rede Eclesial Pan-Amazônia – REPAM-Brasil e a Prelazia de São Félix do Araguaia.

Durante a visita encontram alguns quintais das aldeias recém formadas que deverão ser reflorestadas as suas áreas e nascentes, principalmente a aldeia Sangue de Jesus e Nossa Senhora do Rosário. Também constataram a falta de energia em várias aldeias, devido a falta de pagamento dos boletos a Companhia Energética (Energisa). De acordo com os caciques durante o ano de 2021, a companhia forneceu energia gratuitamente, por isso durante o ano de 2022, não pagaram os seus boletos de energia. Uma equipe de caciques está em contato com a Energisa para resolver a situação, enquanto não solucionada, três aldeias estão sem água potável, devido as bombas serem movidas a energia elétrica.

Ao encerrar a parte da manhã, fizeram uma pausa para o saboroso almoço de baixo do pé de manga, por causa do sol estarrecedor que era aproximadamente uns 35 graus. Almoçaram: peixe frito, arroz, macarrão e tomate. Tudo tinha sido preparado pela própria equipe, para que pussem manter a comida quente, colocaramo dentro de uma caixa de isopor.

Após o almoço seguiram rumo à aldeia Sangue de Jesus, aproveitaram olhar o quintal que iniciaram em 2021 e plantaram algumas mudas de banana, rama de batata doce e árvores frutíferas de tamarindo, as irmãs providenciaram algumas mudas que estavam no regional de Bom Jesus, produzidas pelo nosso querido padre Zamuner.e doadas pelos padres atuais.

O quintal contou com ajuda de um projeto do Conselho Indigenista Missionário, onde foi feito a cerca ao redor da nascente. Os agentes de pastoral Ângelo e Marciel ajudaram no mutirão de fechamento da área, e o plantio foi de responsabilidade da mesma equipe pastoral juntamente com os indígenas.

Para encerrar o dia, visitaram a aldeia da Cacique Carolina, enfrentaram uma estrada de terra em péssimas condições, muitos buracos e a chuva ajudou-lhes a lamear o trajeto, depois de uma hora de viagem conseguiram chegar até à aldeia. Conversaram com a Cacique Carolina, que ressaltou a importância de continuarem com a pastoral da criança e o plantio de abóboras e bananeiras.

Em seguida uma porção foi assado pelas mulheres, os homens tinham ido à caça, por isso estavam somente as mulheres e crianças. Depois de uma boa conversa foram convidados para saborear o churrasco de porção. Por último despediram-se e seguiram viagem de volta, chegaram na cidade por voltas das 18:20, as irmãs se alojaram na casa de Equipe Pastoral do Alto Boa Vista e retornaram para casa do Planalto do Araguaia  no dia seguinte.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin